22/10/2015

Feliz aniversário, Mina!

Hoje é aniversario da guerreira do amor e da beleza que é uma das mais marcantes personagens no manga de Naoko Takeuchi, por isto ela merece um post sobre si nesta data.

Minako fez sua primeira aparição como Sailor V no manga de mesmo nome na falecida revista Run Run, sendo mais tarde publicada na Nakayoshi (mesma revista que publicou Sailor Moon, Card Captor Sakura e Tokyo Mew Mew). Suas aventuras começaram em 1991 e duraram até 1997, tendo sido condensadas em, inicialmente, três volumes e depois em dois, os quais são a versão final e a que veio para o Brasil pela JBC. A história de Sailor V (que já conhecemos muito bem) serviu de base e inspiração para Sailor Moon, tanto que as histórias se passam no mesmo universo e a própria Mina se junta ao elenco principal com Usagi e companhia.

Eu adoro Sailor V, tanto quanto Sailor Moon, mas a bruta mudança de personalidade que titia Naoko deu a Mina me deixou desgostosa no inicio quando ela apareceu pela primeira vez em Moon. De Sailor V para Sailor Moon, a personalidade de Mina sofreu um desencontro chocante, pois no primeiro, ela é a Minako animada e enérgica que conhecemos na fase R (que é a que você conhece se viu Sailor Moon pelo Cartoon) do primeiro anime desde o começo ao fim da história, mas quando ela surge em Sailor Moon, ela é alguém totalmente diferente, uma pessoa mais calma e focada como o anime tenta retratar inicialmente (mas que descarta em R) que volta a ter a personalidade de Sailor V lá quase no final da série .

Resumo da personalidade da Mina entre as temporadas.
Isso é uma grande inconsistência da parte da Naoko, pois uma coisa seria se a personagem tivesse mantido a personalidade apresentada em Sailor Moon até o final porque neste caso nós, leitoras, poderíamos supor que entre os dois mangas, como Mina teve que lutar sozinha durante um ano, ela teria tido um amadurecido, mas isso não acontece porque o retorno da personalidade infantil quebra isso. Mas, ao menos, isso é perdoável, Naoko já teve tropeços piores e essa incoerência não afeta o fato de que Mina é a personagem apaixonada e sonhadora (fora escandalosa) que gostamos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Gostou? Não? Por quê? Me diz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...