27/02/2015

Melhores fillers: o anime de Tokyo Mew Mew

Depois de falar sobre os fillers de Ichigo shinigami, agora vamos falar sobre os fillers de Ichigo menina magica.


Tokyo Mew Mew é um manga criado e desenhado por Mia Ikumi (autora de Koi Cupid e Super Doll Licca-chan) com roteiro original de Reiko Yoshida (filme de Blue Exocist, Bakuman, Kaleido Star e Blood+). A história é sobre Ichigo Momomiya, uma colegial apaixonada que durante um encontro com seu amado acaba sendo fundida com o DNA de um animal em extinção e assim ganha poderes mágicos, assim como mais quatro garotas que estavam perto dela; o quinteto, depois de reunido, tem que defender o mundo dos aliens que querem domina-lo. O manga foi publicado aqui no Brasil pela Panini até o volume sete, que é o final da parte principal (tem mais dois volumes que são como uma continuação desnecessária, mas eles não foram publicados aqui).


Como podem notar, não há nada de realmente novo na história e, se lerem o manga, também perceberam que ele não tem um traço tão cativante, ele é visualmente "bonitinho e comprável", ou seja, o padrão esperado de qualquer obra de menina magica. Em relação ao seu enredo e desenvolvimento, Mew Mew é fácil de se perder entre tantas opções de Mahou Shoujo disponíveis, pois não tem nada que o diferencie deles. A estrutura é a mesma de Sailor Moon: tem a personagem principal, as personagens que formam uma equipe com ela, a equipe tem que salvar o mundo lutando contra monstros do dia que o inimigo manda, o inimigo gosta da protagonista, mas ela já tem o seu verdadeiro amor com outro, eles salvam o mundo com a força desse amor e é isso. O arroz e feijão estilo Naoko seguido a risca por Reiko Yoshida, o que é decepcionante.

Reiko não precisava criar uma grande e mirabolante trama, mas não lhe deu qualquer singularidade marcante (cuidado com meio ambiente seria sua singularidade?), somando isso ao traço sem emoção e falta de criatividade em desenhar ângulos e enquadramentos que sejam interessantes e causem vontade de continuar lendo a obra de Mia Ikumi, temos algo que você provavelmente nem notaria na lista de mangas nos mangareaders da vida. Ikumi não soube fazer uma boa composição de cenas e quadros nesse manga, os cenários são mal desenhados e só aparecem em quadros pequenos, raramente se tem uma visão clara de onde as situações estão se passando, é algo que só não é pior que Bleach onde não existe cenário algum!

Mas essa obra tem um pequeno salva vidas: seu anime. O anime de Tokyo Mew Mew é aquele caso incomum em que o anime é melhor que o manga, até mesmo os fillers do anime são melhores do que o manga, pois o anime é praticamente todo filler! E é nos fillers que temos algo que nos faz ignorar a trama simplória: desenvolvimento e aprofundamento nas personagens junto com um pouco de exposição do passado ou da personalidade delas, algo que a autora não se preocupou realmente em mostrar nos quadrinhos, no máximo ela cita uma coisinha aqui ou ali, mas não explora ou se importa em explicar melhor.

Zakuro foi uma que ganhou background pelo anime.

Grande parte do anime de Tokyo Mew Mew é filler no sentido de não fazer parte da história do manga, uma melhor explicação seria dizer que o anime pegou as personagens e elementos criados por Ikumi, modificou a história, introduziu mais elementos e situações, cortou e mudou alguns detalhes e manteve só o necessário para que o publico conseguisse dizer que esse é o anime veio do manga de Ikumi. Resumidamente, o estúdio deu a carne e o sangue para a obra em que Ikumi e Reiko só deram um esqueleto com falta cálcio.

Para exemplo de comparação, cito Madoka Magica. Madoka começou como um anime de história interessante com desenvolvimento incrível e depois ganhou adaptação em manga, a qual é consideravelmente inferior a obra original, servindo apenas para gerar mais lucro para a franquia e agradar os fãs que gostariam de ver novos ângulos da mesma história; o manga de Tokyo Mew Mew é o caso contrário, tendo começado como um manga de história genérica de menina magica colegial e ganhado um anime que consegue em parte consertar o aproveitamento ruim da história e suas personagens, dando mais foco e profundidade para as personagens (não somente a principal como é no manga aonde parece que só importa a Ichigo, as outras são só enfeites de fundo) e fazendo sua trama soar, ao menos, mais interessante do que realmente é.


Se você gosta de mahou shoujo fofo com humor simples. você pode gostar desse anime, não há uma grande e complicada trama sobre salvar o mundo da destruição, seja da alienígena ou da ambiental, enquanto se tenta equilibrar namoro, amigas e escola, você não vai ficar pensando nas ações e reações que as personagens sofreram durante a história, mas é uma escolha feliz para assistir no seu tempo livre se você curte o clichês do gênero. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Gostou? Não? Por quê? Me diz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...