12/06/2014

Glória ao amor: Top casais!

Meu coração pulsa só por você, baby!
É dia dos namorados e só para não perder a chance, eis um top especial de casais! Só lembrando que este post tem uma porrada de spoilers.

Meruem e Komugi (Hunter x Hunter): Ele é uma criatura nascida para reinar sobre todas as outras especies e tem plena certeza de que é superior a todos, ela é uma humana cega campeã de um jogo que não sabe fazer nada além de joga-lo. O que leva os dois a se apaixonarem? Admiração. Meruem se dedica em derrotar Komugi dia e noite e até abre mão de seu principal objetivo para dedicar-se a isso plenamente. Komugi não sabe o que acontece ao seu redor, apenas quer continuar jogando com o rei. Ela é respeitosa com ele, pois crê que ele é o líder (Meruem matou o real e assumiu seu lugar, por isso ela supõem isso), mas logo passa a admira-lo por seu rápido desenvolvimento no jogo. Em contra partida, Meruem passa a se irritar consigo mesmo por estar tão obcecado em algo por causa de uma humana tão repulsiva e fraca, ele questiona como pode ser derrotado por ela tantas vezes e isso o leva se questionar como rei, se merece tal titulo, começa a pensar que não é superior aos meros humanos. Tudo isso por causa dela. Perto do fim de sua vida, Meruem deseja passar suas ultimas horas jogando com Komugi, isso a faz chorar, pois ela sempre se considerou inútil e ter alguém se importando com ela é muito emocionante. É um amor nascido da admiração um pelo outro.

Usagi e Mamoru (Sailor Moon): Obvio que iam estar aqui, futuros governantes da Terra e da Lua, pais de uma garotinha tão fofa quanto problemática, amigos, amantes, o clássico casal adorável que passa por altos e baixos até encontrar sua plena felicidade. O relacionamento dos dois começou antes mesmo de nascerem na Terra, sendo um clássico amor impossível, pois Usagi era princesa da Lua e Mamoru o principe da Terra, ambos não puderam ficar juntos e devido aos acontecimentos, morreram e depois de anos reencanaram na Terra, quando se encontraram não teve amor á primeira vista, foi raiva á primeira vista, só mais tarde começaram a se conhecer, gostar um do outro e por fim se amar completamente e isso levou ao casamento. É um amor eterno.

Kaworu e Shinji (Evangelion): Ainda há quem diga que não são um casal, por favor, né... Kaworu ama Shinji e vice versa, no caso do Shinji, isso fica mais complicado, pois para ele, Kaworu representa segurança, garantia de que nada irá abalar o seu já destroçado emocional, pois o Kaworu nada exige dele, apenas esta lá para ele. Isso, para mim, é comprovado pelo fato de que quando a Rei começou a matar todo mundo no fim de evangelion, se transformando na pessoa que cada um mais amava, o Shinji viu o Kaworu. É um amor dependente, idealizado.

Homura e Madoka (Puella Magi Madoka Magica): A busca infinita e desenfreada da Homura em salvar a vida de sua mais querida amiga a fez enfrentar a morte desta varias vezes e de varias formas, sempre correndo o risco de morrer também. A unica coisa obvia para Homura era de que se ela desistisse de tudo, morreria e, pior, Madoka morreria também, não havia escolha além de permanecer num ciclo de dor até que conseguisse cumprir a promessa de salva-la. É obvio que se entregar á uma busca tão horrível seria por causa de amor, pois Homura se apegou a Madoka de tal maneira que estava disposta a morrer para salva-la e preservar sua felicidade, mesmo que fosse a força, Homura faria Madoka feliz. Esse é um amor unilateral, claro, pois para Madoka, Homura é sua melhor amiga. É um amor obsessivo e egoísta.

Sakura e Syaoran (Card Captor Sakura): O amor que cresce sem ser notado é o mais verdadeiro que há, pois antes que se conheça o doce puro, você prova do azedo agridoce que é conhecer as qualidades e os defeitos daquela pessoa por quem estava lentamente se apaixonando sem notar. É assim que foi para Sakura e Syaoran (ou Shoran se você prefere dublagem brasileira), o dois se conheceram como rivais na caçada pelas cartas clow, não se gostavam nem um pouco no inicio, mas progressivamente foram se entendendo e se dando bem, até se ajudavam em alguns momentos, mas voltavam a brigar quando Yukito aparecia. No final da série, se dão conta que o que sentiam por Yukito é puramente simples atração por sua magia e quem eles verdadeiramente amam é um ao outro.

Ranma e Akane (Ranma 1/2): Noivos a força por promessa dos pais, Ranma e Akane são forçados a se aceitar como noivos e disso parte todo o seu relacionamento o qual é tão problemático quanto divertido. É impossível não ter um momento desse par que não te faça rir, as confusões que se metem por ciumes ou enganos, toda as concorrentes que a Akane tem em cima do Ranma e vice versa, fora que a rotina dos dois é uma loucura mesmo nos momentos mais pacatos, mas o fato é que eles acabam se amando realmente, eles brigam e se acabam na porrada, mas se amam. É um amor que nasce da convivência.


I see you again, little lover.

Um comentário:

  1. Acabou não conseguindo usar 10, né =w=)

    ResponderExcluir

Deixe um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...