16/08/2013

HxH 92: Os objetivos que nos guiam!

Não consigo parar de chorar!

Esse episódio cobre a parte da morte da rainha e mostra um pouco da chegado de Meruem ao palácio de Goruto do Leste. Pelo o que eu li na discussão do episódio, grande parte (os que se pronunciaram, claro) não gostaram deste episódio justamente por se focar "demais" na morte da rainha, dizendo que era desnecessário e tal. Ou eu sou muito emocional quanto a isso ou esses caras são muito superficiais e tapados para o que de fato se passa nesse momento da trama!

Não tenho como expressar o quanto eu amo essa cena - ela animada agora então - temos uma cena linda envolvendo a rainha formiga e seus tenentes, em especial, Koruto que sem nenhum duvida, graças ao seu lado humano também, seja o que mais se emocionou pela morte dela e não só porque ela era sua criadora, mas é "a luz que guia a todos nós", sendo que "nós" é as formigas, que no caso, seria apenas as que decidiram ficar ao lado da rainha, já que grande maioria debandou.


Eis um ponto importante sobre a biologia das formigas quimeras (eu adoro falar sobre a biologia delas, é algo que da sentido ao jeito como se entende, a hierarquia e porque elas não ligam para a rainha após o nascimento do rei e etc...) até este momento, a rainha era o ser mair importante para todos (só um pouco para a guarda real) e o objetivo dela era bem claro e definido tanto para si mesma quanto para os seus soldados: dar a luz ao rei. Ou seja, no momento que isso é feito, a rainha não tem mais importância, seu trabalho esta feito, e isso faz com que seus soldados percam o objetivo que tinham até então, logo, eles acabam por abandonar a colonia e ir formar novos reinos (os machos podem acasalar com fêmeas de outras especies e gerar mais formigas, creio que seja assim com as fêmeas) visando dar continuidade ao ciclo da espécie. 


Isso tudo esta claro nesse episódio, mas aonde estou tentando chegar? No fato de que eles são parte humanos! Sim, já que a rainha comeu humanos, ela acabou dando aos seu soldados a capacidade de sentir, pensar e agir como um ser humano, por isso tal momento mostra algo interessante. Se não houvesse tal consciência por parte deles, não haveria nada de mais na morte da rainha (é algo natural para esta espécie, é como os cupins do nosso mundo) e Koruto e os que ficaram iriam agir como os demais que se foram. O lado humano, o resto da consciência de quando era humano, prevalece nele e o faz crer que deve proteger a rainha independente de tudo, no caso, sua biologia, por isso faz uma trégua com o inimigo, pois sabia que eles podiam ajudar a salva-la.

Da para ver o quanto ele estava determinado em salvar a rainha, pois ele ofereceu todo o seu corpo (órgãos e sangue) para os médicos usarem como substitutos para os dela, mas não foi possível fazer isso devido a grande diferença entre seus organismos. Quero que pense num ponto agora: Se fosse possível dar os órgãos do Koruto para a rainha e ela assim se salvasse, no que isso resultaria? Ela já tinha cumprido seu objetivo e estava satisfeita, fora que ela não tinha mais seu aparelho reprodutor, se tornando inútil para espécie. Isso tudo, tirando o fato de que ela já não teria um exercito grande e forte ao seu lado, ficando indefesa.


Ela seria só um animal qualquer esperando ser comido por outro superior na cadeia alimentar. Mas isso não visto por Koruto, pois ele a vê como "alguém importante", ela é Reina que ele novamente não conseguiu proteger. (Agora eu vou esfregar na cara de todos os #### que ficaram falando que as crianças no inicio do arco era só filler inútil!) Sério, a Madhouse colocar aquele quadro deles com a mãe no fim da cena, foi muito lindo e pura sacanagem! Querem fazer com que eu infarte, é?


Mas bem, é claro que não posso deixar de falar da nova rainha! A irmã gêmea (não idêntica, obvio) de Meruem faz sua doce entrada na série como um prematuro de choro terrível, eu adoro lembrar que como a rainha prezava o seu amado filho, o rei, mais que tudo, ela não via importância, ou nem sabia, na pequena formiga que estava se formando junto com ele, mas é claro que eu posso estar errada quanto a isso, pois a própria rainha tentava adiar o nascimento do rei, dizendo que ainda era muito cedo para ele nascer. Possivelmente, talvez, ela estivesse pensando nessa criança que agora é o motivo de viver de Koruto e que herdou as memórias de certa pessoa.

Bem depois dessa parte tão bela, nos voltamos para Gon e Killua que estão indo de volta para cidade (já que eles não conseguiram vencer a outra dupla) e aqui temos um pouco de exposição para os membros da equipe do Kaito, mais para a garota do chiclete ma qual ela fala que iria bater no Gon se ele não se animasse e depois começa a falar sobre o tesouro dela (uma mina aonde habitam um pássaro raro que ela compro com empréstimo do Kaito), francamente, alguém liga para esses personagens? Sinto muito, caros personagens, vocês são inúteis.

De volta ao que de fato importar, dentro do ninho das formigas, a dupla vencedora (eu não estou conseguindo lembrar seus nomes!) vasculha o local e é atacada por um estranho ser que rapidamente identificam com surpresa - sim, é o Kaito remendado pela Pitou. Após isso, a cena muda para o onde as formigas que debandaram estão agora, os ex-tenentes. Em sequencia vemos o grande rei Meruem se aproximando do palácio de Goruto do Leste.

O desespero se aproxima para a humanidade e não falo só da estorvo da Palm no próximo episodio!

I see you again!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Deixe um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...