25/06/2013

Cara-Crachá: Tamao Tamamura

Me deu vontade de falar de SK, mais precisamente, falar sobre a minha personagem favorita, Tamao fodona Tamamura, e como já tem muito tempo que eu não faço um cara-crachá, aqui esta!

(Essa imagem é linda, né?)

Ah, embora eu adore a Tamao, eu precisei relembrar muitos dados sobre ela, logo revirei todos os meus mangas de SK, mas ainda precisei de dados específicos dos databooks (eu não tenho) e que até onde me consta só tem em japonês pelas paginas avulsas do google e, em inglês, nas wikis de SK, então eu tive que utiliza-las. Tanto a wiki espanhola quanto a americana fora muito uteis, logo crédito para elas. Sobre a doutrina do asceticismo, eu vi na wikipédia também, então se quiserem mais detalhes, vão fuçar lá. Roda o filme!

Tamao, a enamorada mestra de Kokkuri



Nome: Tamao Tamamura.
Sexo: Feminino.
Nascimento: 17 de junho de 1988
Idade: 11 anos (SK); 19 anos (Funbari no Uta); 25 (Flowers).
Cor dos olhos: Rosa.
Cor do cabelo: Rosa.
Ocupação: Gerente da pousada Funbari (Flowers)
Poder: Mestra de Asceticismo Budista (Shugenja)
Espíritos guardiões: Ponchi, Conchi e, em Flowers, Dai Tengu.
Caraterista que a destaca: Seu amor incondicional pelo Yoh.
Primeira aparição: Capitulo 49 do manga, episódio 17 do anime.

No inicio da história, Tamao é introduzida como uma menina extremamente tímida e preocupada, além de apaixonada, por seu jovem patrão, Yoh Asakura. Ao longo da trama, ela se torna um pouco mais extrovertida e falante, interagindo mais com as pessoas. No meio tempo entre a história de Shaman King e Flowers, ela passou por uma forte mudança de personalidade, se tornando mais confiante e forte.

Seu "background" é simples a primeira vista: Quando pequena, Tamao, uma órfã na época, foi encontrada e trazida á casa dos Asakura por Mikihisa, pai de Yoh, e se tornou aprendiz de Mikihisa sobre a doutrina budista chamada Yamabushi (Shugenja). Tamao também servia como empregada na casa Asakura (realizando tarefas como preparar refeições).


Amor puro e verdadeiro


Durante o seu treinamento, Tamao sempre observava Yoh escondida e foi desenvolvendo uma admiração pelo seu jeito de ser, tal sentimento se tornou amor ao longo do tempo. Anna, a atual esposa de Yoh, diz que se ela não tivesse se tornado noiva dele na época, Tamao, com certeza, teria sido escolhida como tal. Mas embora ele já estivesse comprometido, Tamao jamais negou ou escondeu seus sentimentos por ele, sendo sincera sobre isso até mesmo para Anna. A própria Tamao deixa claro que se tratando de amor por Yoh, ela não perde para ninguém.

O amor da Tamao pelo Yoh, em minha opinião, pode ser considerado um verdadeiro e puro amor, não simples paixão ou "amor que o tempo e a situação consome", ela o ama independente de ser amada de volta e nem os anos diminuíram esse sentimento, como visto em Flowers.

Um detalhe interessante para ser ressaltado  Tamao chama Hana de "seu", embora ela não seja sua mãe biológica. Ela pode estar apenas falando que ele é sua responsabilidade e eu estar sendo uma fangirl pirada, mas como Tamao se tornou responsável por Hana enquanto os pais dele estão longe, tendo cuidado, educado e sempre o castigando por algo errado que faça, ele é praticamente seu filho - tanto que o próprio Hana, aos cinco anos, a via como sua mãe verdadeira e mesmo depois de saber quem era sua mãe, ele ainda considera Tamao como sua mãe. 


Gerente, mãe, estudante e shaman, tudo antes dos vinte!

"Tamao da Espada de Metal"
Após a Luta de Shamans, Tamao ficou encarregada, não só de gerenciar e cuidar da pousada Funbari que estava em construção, como também de cuidar do filho de Yoh e Anna (estes estão viajando pelo mundo tentando levar a paz á aonde puderem).  É preciso frisar que Tamao, que nesse momento estava no ensino médio, teve que assumir o papel de gerente da pousada, e agir como mãe para o pequeno Hana, isso tudo antes de ter 20 anos. E ainda durante esse tempo, seu mestre, Mikihisa, morre, deixando-a muito mais abalada psicologicamente, iniciando uma drástica mudança de personalidade em Tamao.

Durante os três anos de ensino médio, ela se tornou uma "delinquente" que andava pela cidade portando a Harusame, uma espada real, sem ligar para a lei de proibição do porte de espadas, ficando conhecida e temida como "Tamao da espada de metal". Antes da trama de Funbari no Uta, Tamao volta a ter um temperamento calmo, mas tendo uma personalidade semelhante a de Ana.

Em minha opinião, essa fase de rebeldia da Tamao, foi o jeito que ela encontrou para extravasar toda a pressão que sentia, afinal, ela precisou crescer e se tornar adulta enquanto ainda era uma adolescente - ela tinha que cuidar de um filho que não era seu, uma pousada que não era sua e ainda se formar na escola! Se imagina em tal situação.)

Após essa fase, ela passou a ser muito severa e responsável com o trabalho na pousada e com o futuro de Hana, não deixando de usar a força para fazer valer sua autoridade - especialmente com Hana. Atualmente ela é chefe do local, tendo como empregados Ryu e as integrantes do time Hanagumi, Kana, Marion e Matilda, sendo muito respeitada (e temida!) por todos. Aos 25 anos, ela se tornou uma bela mulher e poderosa shaman, que ainda conserva sua preocupação e carinho pelas suas pessoas queridas.


Um poder ganho por muito esforço

Tema a grande Tamao!
Inicialmente, Tamao era aprendiz de asceticismo budista (também conhecido como yamabushi ou shugenja) de Mikihisa, essa doutrina busca um estilo de vida livre de prazeres mundanos, tendo apenas praticas virtuosas e que tenham como objetivo obter grande espiritualidade. Nesse época, seus espíritos guardiões eram - ainda são - os nada respeitáveis Ponchi e Conchi, o texugo e a raposa que servem a linhagem Asakura há gerações. Sua especialidade é a adivinhação pela placa de Kokkuri, uma variação da tabua de oujia, ela também usa seu caderno de desenhos para fazer perguntar ao espirito do Kokkuri, num estilo semelhante ao "jogo do copo". Ao longo dos anos, ela se tornou uma grande mestra nessa técnica, tanto que agora, ela consegue saber muita coisa somente pelo uso de kokkuri.

Treinando com mestre Miki.
Tamao parece nervosa.
Durante o ensino médio, ela passou a treinar com o espirito de Yohken Asakura, mestre da extrema doutrina asceticisma, para se tornar uma mestra, tendo que passar por intenso treinamento, no qual tinha que, por exemplo, se abster de prazeres pessoais e se tornar vegetariana (conforme manda a doutrina budista empregada no Japão). Durante esse treinamento, ela conseguiu obter poder o bastante para herdar e dominar o espirito da classe deus, Dai Tengu, mesmo espirito que foi usado por Yohken para derrotar o Patch Hao na Luta de Shamans anterior a de Yoh. Em Flowers, Tamao já é uma mestra na doutrina do asceticismo extremo budista, podendo usar facilmente o grande Tengu para coisas simples, como punir seus empregados ou Hana.


Uma guerreira com a graça de uma gueixa

Desde cedo, Tamao é uma menina prendada, sendo uma boa dona de casa e sabendo cozinhar muito bem, visto que pode fazer uma grande refeição rapidamente, fora suas maneiras bem formais e educadas para com todos, ela também é meiga, dedicada, tímida e gentil, todas essas carateristas são tradicionais de uma "Yamato Nadeshiko", a "esposa perfeita" na cultura japonesa.

Linda e graciosa é a sua maneira de castigar alguém!
Em flowers, Tamao ainda é gentil e educada, e agora é bem versada em etiqueta japonesa, na realização de cerimonia do chá, caligrafia e canto. Estas habilidades, mais sua postura formal e graciosa, confere á Tamao uma semelhança enorme com uma gueixa formada.


Curiosidades e detalhes:
  • Tamao tem vergonha de Ponchi e Conchi;
  • A personagem Service do manga Ultimo, também de Hiroyuki Takei, parece ter tido seu desenho inspirado em Tamao;
  • Tamao é dublada pela cantora Nana Mizuki, que também canta seu tema musical;
  • Ela é a protagonista de um omake de SK, em que ela é uma garota magica chamada "Kokkuri Angel Cupid Tamao";


Me sinto tão bem depois disso!

I see you again, Cupid-san!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Deixe um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...