25/09/2012

Blood - O ultimo vampiro

Dando continuidade ao post anterior, eis os perfis destas feras sedentas por uma carnificina e mais uma análise profunda sobre o mundo desta franquia, roda o filme!

Como eu não assisti o filme ainda, eu usarei como base o mangá dele, o também intitulado Blood, The Last Vampire. Para baixar o volume completa clique aqui: Mangás.HQs . Agora seguimos o bonde!

O manga não é algo tipo "Heroína vampira mata monstros a sangue frio e salva o dia", esta muito errado se imaginou isso! Em menos de três capitulos já temos mortes, monstros, brigas, calcinhas e nudez. Tudo isso rodeia Saya, uma agente militar que se disfarça de estudante para caçar os Chropteans - estes monstros matam e estrupam suas vitimas sem qualquer emoção, e no terceiro capitulo conhecemos a lider deles, Maya, uma garota idêntica a Saya.

No decorrer da trama é revelado a origem dos monstros: Na antiguidade, havia um acordo entre os humanos e os "seres sombrios", mas, no século 19, homens que buscavam a imortalidade romperam o acordo entre as espécies e decidiram estuda-los.
E apôs diversos estudos, houve o cruzamento com humanos cujo objetivo era a melhoria da espécie humana apenas.

Esses experimentos resultaram em muitos fracassos, em aberrações e em monstros que sugavam sangue dos humanos, até chegarem ao ponto de extinguir os "puro sangue" dos seres que ficaram conhecidos como chropteans, com exceção de uma fêmea que foi usada para criar uma arma viva capaz de destruir os chropteans, esta é Saya.

Após esse resumo da história, agora eu apresento as três "vampiras" que são vistas/mencionadas neste mangá, a começar por ordem cronológica.


A ultima puro sangue


Esta apenas foi mencionada e tudo que sabemos dela é que ela foi a ultima fêmea puro sangue de sua espécie. Com o DNA dela, os humanos tentaram criar a arma definitiva anti-chropteans. Maya confirma que ela já morreu e eu suponho que sua morte tenha acontecido durante as pesquisas.

Maya - O primeiro clone


Maya, embora se considere uma puro sangue, foi o primeiro clone criado com o DNA da ultima descendente. Em algum ponto antes da trama atual, ela deve ter escapado do seus criadores (eles não iriam correr o risco de ter uma fera tão perigosa a solta, por isso creio que ela que tenha fugido) e se aliado com um grupo de chropteans que atuavam em Yokohama, logo, ela se tornou a líder deles.

Foi através de Maya que Saya foi criada - pois, ao que parece, a original morreu após a criação de Maya.

Uma curiosidade sobre Maya é que ela é lésbica ou bissexual, pois é visto nos primeiros capítulos que ela estuprava suas vitimas antes de mata-las (ou ela somete as estuprava e deixava que os seus servos as matassem) e também porque possuía uma amante humana, Aki, a qual induz a matar sua própria família. Ela diz á Aki que realmente a ama, mas isto pode ter sido uma mentira para manipula-la, pois Maya tem um forte ódio pelos humanos.

No ultimo capitulo, ela revela que seu objetivo era atrair Saya para Yokohama para que ambas voltassem a ser somente um ser, a criatura perfeita, a primeira de uma nova raça e futura ancestral desta, isso revela que Maya acredita que os chropteans iriam prevalecer sobre a raça humana.


Saya - A ultima "original"


Saya é uma garota que aparente ter uns quinze/dezesseis anos, ela é a arma definitiva contra os Chropteas, mas não sabe disso. Ela é enviada para observar uma vitima dos monstros (Aki) em sua escola, lá ela usa o codinome "Otonashi Saya". No primeiro capitulo fica aparente que ela tem um temperado dificil e que esta cansada de lutar, mas no decorrer da trama é visto que ela foi criada para não ter muita vontade própria e tudo que lembra de seu passado é que desde de pequena sempre lutou pela proteção humana, sem nunca perguntar o porque disso.

No capitulo cinco, ela fica frente-a-frente com Maya, a chroptean da qual usaram o DNA para clona-la. Maya revela que Saya é uma marionete dos humanos que a criaram apenas para ser uma arma deles. Depois de decepar o braço de Saya, Maya lhe da duas escolhas: Comer sua carne e assim voltarem a ser somente um ser, ou ser morta. Saya, pela primeira vez na vida, faz uma escolha por vontade própria: Ela opta por devora Maya e depois que ela retorna para a base militar, Saya mata todos os presentes lá.

No final, ela é vista andando num cruzamento movimenta e, ao que parece, ela, ou adquiriu a personalidade de Maya, ou a própria Maya assumiu o controle do corpo e da mente de Saya, isso ficou em aberto.

Pois então, estas são as rainhas do primeiro título da franquia Blood, interessante, não? No próximo post seguimos com o segundo título da franquia, bye!

I see you again with more blood!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Gostou? Não? Por quê? Me diz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...