24/09/2012

Blood - A Franquia Sangrenta

Para compensar tamanha ausência, eu trago para vocês uma enorme matéria sobre uma das minha franquias favoritas, por isso, fãs de sangue e membros decepados, vamos saborear o sabor de Blood

A franquia Blood possui sua própria voz, uma voz de mulher que grita enquanto corta monstros sanguinários! Sim, você pode chamar esta franquia de gore, vampiresca ou até sem graça, mas não pode negar que ela tem charme. A primeira vez que me deparei com esta franquia foi através de seu segundo título, Blood+, que passava no extinto canal Animax. Neste anime temos Saya Otonashi, uma colegial normal que do nada é mergulhada num mundo aonde sangue e monstros são coisas do dia-a-dia.


Depois de assistir os cinquenta episódios, eu fique com muita vontade de saber mais dessa série e foi então que soube do filme que lhe deu origem, Blood: The Last Vampire , aonde uma garota também chamada Saya luta contra os mesmos monstros denominados Chropteans (pronuncia-se "Qui-ro-pi-ti-ans").

Os dois títulos citados até aqui, tem elementos em comum, mas não são conectados pela sua história ou por algum personagem. Em Blood, temos a misteriosa Saya, uma vampira real, que precisa lutar contras os monstros sugadores de sangue, não posso dizer muito do filme porque não assisti - eu vi a versão americana com atores reais que no Brasil foi re-intitulado como "Caçadores de vampiros", mas a considero só um caça níquel da franquia, por isso não vou comentar sobre ela).

Com o segundo anime temos duas vampiras: Saya e Diva, irmãs gêmeas com diferentes pontos de vista sobre o mundo aonde vivem. Num lado temos Saya com seus companheiros a favor dos humanos e no outro, temos Diva que nutre um sentimento de rancor e ódio pelos humanos. Blood+ preserva a protagonista chamada Saya, os Chropteas, a espada e o olhar carmesim de Saya, mas explora um pouquinho mais a trama falando sobre o lugar dos Chropteans no mundo e tocando no tema familia que não existia no filme original.

Muito tempo depois foi lançado Blood-C, um anime de doze episódios e um filme com história produzida em parceria do grupo CLAMP, neste título temos Saya Kisaragi, colegial que também é sacerdotisa num templo junto com seu pai. Esta é de longe a mais sanguenta série da franquia (não é um Elfen Lied da vida, mas é bem satisfatória) e também é a que mais se a fasta do estilo da mesma.


Como a série não lida mais com os Chropteans e sim com demônios, eu penso que Kisaragi Saya não é uma vampira (isso eu não posso afirmar com certeza, pois ainda não vi o filme), mas um desses demônios. O CLAMP fez Blood-C ter uma ligação com xxxholic usando Watanuki (em forma de cãozinho falante) até onde sei ele realizou um desejo de Saya e outro ficou pendente e deve ser explicado no filme.

I see you again!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Gostou? Não? Por quê? Me diz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...